sábado, 15 de março de 2014

Pato tricolore.

Meu, fiquei intrigado com o entusiasmo do Pato na sua estreia no seu novo time e resolvi saber quais foram os ingredientes dessa mudança.
Descobri que a Ilze Scamparini, nossa correspondente na Itália, procurou em Milão a filha do senhor Silvio Berlusconi, namorada do Pato, para uma entrevista a respeito da mudança ocorrida no seu namorado ao trocar de time.
Olha o que a fidanzata do Pato disse:
- Ragazzi, o empresário do Pato viajou na sua inocência e não levou em consideração o efeito que causaria no Anatroccolo a troca da cidade de Milão, que como todos sabem é a capital do mundo da moda, design, arrogância, etc., pela Vila Maria em Sao Paulo, Brazile.
- E o que foi que o seu namorado confessou pra você? – perguntou a repórter.
- Lui a detto que no dia do primeiro treino nesse novo time brasileiro um companheiro de equipe gritou, quando ele estava no ataque com a bola nos pés, “joga nimim”.
- E aí? – perguntou a Ilze.
- Ele disse que não entendeu. Pensou que fosse só uma brincadeira do excelente narrador Milton Leite. Disse que sendo lá dos rincões gaúchos já tinha ouvido companheiros gritar “passa pra mim” em espanhol, alemão e italiano, mas naquele idioma nunca.
- E depois? – voltou a perguntar a repórter.
- O Duck perguntou para empresário dele se não tinha nenhum time na Vila Nova Conceiçao ou no Itaim Bibi em Sao Paulo que ele, magari, pudesse trocar pelo outro.
- E o que foi que o empresário disse? - sempre a Ilze.
- Che l’unica squadra de grã finos que existia no Brazile era no quartiere do Morumbi, que era também um bairro grã fino.
- E na sequência? – outra vez a Ilze.
- Lui ha preso la macchina e ha fatto um bel giro em volta do Coliseum Paulista e gostou do bairro, das villas, e mudou.
- O como seu namorado esta se sentindo agora? – perguntou a repórter.
- Come se lui fosse tornato a Milano - respondeu Barbara Berlusconi.
- Grazie, sei molto gentile – finalizou a repórter brazilliana.
- Prego.